Translate

👄Seguidores👄

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2024

XXII - Desabafos - Megy Maia

XXII

Perda de Princípios

❤Ando um pouco perdida neste labirinto de emoções. 
Ao meu redor vejo somente gotas caindo, gotas selvagens que massacram corações indefesos.
Sinto falta dos justos de antigamente. De uma palavra sincera, banhada de veracidade, de um acordo selado com um aperto de mão, de crianças sorridentes, correndo pelas ruas descalças, sentindo o quente ou o frio do asfalto, do subir às árvores, do tocar as estrelas do céu.
Tanta, tanta, saudade de um amigo que não nos faz de parolo.
A humildade, a gratidão, a verdade, a justiça, o bem, a paz, o perdão, adormeceram no refrão de uma canção.
A monstruosa mentira, é o pão nosso de cada dia. A maioria dos viventes, já não vive, sobrevive.
Gostava de ter uma varinha de condão e pintar o Universo de abraços apertadinhos, de beijos repenicados, de sorrisos de luz, de corações bondosos, de bolinhas de sabão, de pétalas esvoaçantes. E em troca, não peço muito, só queria um  Universo recheado de amor.
❤Megy Maia

domingo, 7 de janeiro de 2024

XXI - 🌼CANTARES DO POVO🌼 - Letrista - Megy Maia

LETRA DA CANÇÃO

O Tempo Tudo Cura

Não, não quero mais chorar, não, não quero mais chorar,
porquê tanta mentira, porquê tanta mentira,
minha alma triste grita, minha alma triste grita.

Onde, onde ficou o nosso amor, o nosso amor,
só quero adormecer, só quero adormecer, sem esta dor, sem esta dor.

Como o deserto sente falta das lágrimas, das lágrimas,
eu sinto falta de uma mão amiga, eu sinto falta de uma mão amiga,
para me levantar do chão, para me levantar do chão,
e que me ajude a cuidar das minhas feridas, a cuidar das minhas feridas.

Onde, onde ficou o nosso amor, o nosso amor,
só quero adormecer, só quero adormecer,  sem esta dor, sem esta dor.

O tempo tudo cura, o tempo tudo cura, tudo cura, tudo cura.

Onde, onde ficou o nosso amor, o nosso amor,
só quero adormecer, só quero adormecer, sem esta dor, sem esta dor.

🌼Letrista - Letra Original - Megy Maia

quinta-feira, 30 de novembro de 2023

XXI - Desabafos(XII - Rascunhos) - Megy Maia

❤Gosto de viver no meu mundo, onde a criancice coabita em minha alma.
Observo crianças no seu brincar, um brincar onde a simplicidade é a sua assinatura.
Uma simplicidade que se agita, uma agitação que se lê, nas entrelinhas das ondas do meu  emaranhar.
Dispo - me de preconceito e me aceito.
Se me intitulam de menina, ainda sorrio.
Não sabem o que perdem, nesse mundo materialista que os persegue.
Vejo e revejo olhares assustados, por tanto desleixo, por tanto preconceito, por tanta vida sem respeito.
Cultivam histórias surreais, murmuradas por seus pais, um pouco verídicas, um pouco erróneas,
épicas sei lá.
Só quero com isto dizer, que de nada vale construir  palácios, se neles não pudermos brincar.
A vida tem outro sabor, vivida no entretido de ser criança.
Pense um pouco nesse sabor e desfrute da criança que existe dentro de si.
Que da sua história só você sabe.
Uma criança move montanhas.
Pense nisso.❤
❤Megy Maia(24/01/2020)

sábado, 18 de novembro de 2023

XX - Desabafos(IV - Rascunhos) - Megy Maia

❤Não cultive pedregulhos na sua existência, no seu jardim interior espalhe apenas folhas outonais, leves como o vento que nos dá alento.
E deixe - se balançar.
Ouvi dizer que a vida é muito restrita, para longas dores.
As pedras lance - as para bem longe e enamore - se, por um tapete de folhas luzentes e deixe - se ir, no momento, no tempo.
Num tempo infinito, onde o olhar se toca com o amar.
Onde o amar não é espera.
Mas, reflexo de si mesmo.
Olhe no espelho e descubra um mundo mágico, sem suas pingas de orvalho.
Não viva se camuflando.
Mas, se amando.
E deixe - se levar até ao eclipse, de um longo beijar.❤
❤Megy Maia(17/01/2020)

quinta-feira, 9 de novembro de 2023

XIX - Desabafos - Megy Maia

 XIX

Mudança

Hoje em dia faltam sorrisos iluminados, olhares luzentes, abraços apertados, vidas entrelaçadas.
Ao nosso redor paira o medo, a tristeza, o rancor, a falta de respeito pelas crianças, pelos anciãos, pelos pais e pelo outro.
A felicidade adormeceu, ganhou asas e voou para longe da nossa rotina.
As estradas foram cortadas, vageamos em becos sem saída.
Guerrear é o  novo lema, um lema sem sentido, sem brio.
Não aos corpos espalhados pelo chão. Chega de lágrimas, quanto sofrimento incutido pelo sensacionalismo das notícias.
A mudança tem de partir de dentro de cada um de nós, precisamos de pirilampos mágicos para seguir em frente.
Muita luz neste caminhar, aquele caminhar que todos procuramos, o caminho da paz interior.

Megy Maia

sexta-feira, 20 de outubro de 2023

XVIII - DESABAFOS - Megy Maia

 XVIII

Criança

Uma criança precisa de correr em prados verdejantes, de cantar melodias ao vento, de ouvir o chilrear dos passarinhos, de sentir nuvens carregadas de amor e de um lar iluminado pela lareira, onde se trocam miminhos sorridentes.
 Infelizmente, hoje em dia, a carência chove a potes na vida das crianças, assim como a tristeza.
Os ventos sopram fortemente rumo às novas tecnologias e as crianças isolam - se nas suas grutas.
Já não olham olhos nos olhos, já não dão um abraço forte, nem tão pouco dão seus beijinhos repenicados.
As crianças precisam de nós para mudar hábitos.
Seja o primeiro a remar contra a maré, olhando seu filho nos olhos e diga - lhe:
- Filho, não adormeças nesse mundo solitário, acorda que o mundo que gira à tua volta está cheio de magia, descobre -a na floresta encantada da vida.

Megy Maia

domingo, 3 de setembro de 2023

CXXVI - RASCUNHOS - Megy Maia

❤Sinto saudades do tempo,
daquele tempo onde o relógio,
marcava a hora certa.
Sinto saudades do tocar,
daquele tocar de dois olhares intensos.
Sinto saudades do beijar,
daquele beijar suspirando palavras ao vento.
Sinto saudades do rir,
daquele rir que quebra o gelo.
Sinto saudades do ir, 
daquele ir sem prisão, sem medos.
Sinto saudades do amar,
daquele amar onde tu me dizias:
- És o Sol da minha Vida!❤

❤Megy Maia

sábado, 26 de agosto de 2023

CXXV - RASCUNHOS - Megy Maia

❤Caminho descalça, 
sentindo o quente do asfalto.
Ouço muito ruído à minha volta,
é o amor brotando,
de um jardim repleto de flores.
Um ruído que me abraça,
que me dá a mão,
que toca meu coração.
Que me apaixona,
que me envolve na doçura,
de um beijo molhadinho.
Um ruído que espera,
que espera pela noite fria,
para sossegar, para sossegar minha alma, 
devagarinho, muito devagarinho.❤

❤Megy Maia

quinta-feira, 24 de agosto de 2023

II - PALAVRAS MÁGICAS - Megy Maia


P.S.  Nas horas de aflição um verdadeiro amigo sempre nos dá a sua mão e nos ajuda a caminhar de novo!

❤ Megy Maia

sexta-feira, 18 de agosto de 2023

I - PALAVRAS MÁGICAS - Megy Maia

P.S - A minha linda fórmula de Amar!
Um mais um unidos num só!

❤Megy Maia